Portfolio

 

 

John tries to be a catalyst when he puts the camera to the eye.

Whenever possible, he tries to connect the elements that come together within the frame; according to John, the result has to be much more than just an object of geometric proportions - it needs meaning, must have a soul and has to communicate with the viewer.

 

John often writes the words that illustrate his photographs - this exercise is harder because nothing correlates events, moods and feelings like a photograph: “you can observe the world condensed in a fraction of a second in one image that doesn’t change, regardless. You can look, look again, discover new meanings, fall in love with it, then hate it and come back and love it again - but the image hasn’t and will not change. This perennial sense is unique to photography.”

 

 

 

John tenta ser um catalisador quando usa a máquina fotográfica. Sempre que possível tenta conectar todos os elementos dentro do frame; de acordo com John Gallo, o resultado tem de ser muito mais do que apenas um objeto de proporções geométricas - precisa de significado, tem que ter alma e tem que comunicar com o espectador.

 

John escreve frequentemente os textos que ilustram suas fotografias - este exercício é mais difícil porque nada correlaciona eventos, sensações e sentimentos como uma fotografia: “podemos observar o mundo condensado numa fração de segundo numa imagem que não muda, de todo. Podemos olhar, olhar de novo, descobrir novos significados, apaixonarmo-nos por ela, odiá-la voltar a amá-la novamente - mas a imagem não mudou e jamais mudará. Este sentido de perpetuidade é exclusivo da fotografia.”

 

 

 

Download Portfolio - PDF 12.3MB

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

© 2017 John Gallo - All rights reserved